Docentes de Design da Lusófona participam no Consortium URBiNAT

Teve inicio oficial no passado dia 1 de Junho de 2018 o projeto H2020 URBiNAT no qual participam no Consortium os docentes do DELLI – Design Lusófona Lisboa: Professor Doutor Américo Mateus (que é também diretor da área de Investigação do DELLI e vice-diretor do Centro de Investigação HEI-LAB – Digital Human Environment Interaction Lab) e a Professora Doutoranda Sofia Martins.

Trata-se de um projeto europeu que propõe regenerar bairros sociais de 7 cidade europeias, através de «Corredores Saudáveis». Com financiamento europeu de 13 milhões de euros, atribuído pelo H2020, programa-quadro de investigação e inovação da União Europeia, o consórcio URBiNAT | Urban Innovative and Inclusive Nature, constituído por cerca de 30 parceiros internacionais, viu a sua candidatura aprovada no Concurso para Ações Inovadoras (Innovative Actions) na área das Cidades Inteligentes e da Sustentabilidade (Smart Cities and Sustainabilty). 

Ao longo de 5 anos, o projeto vai investigar, desenvolver e implementar o que designa de «Corredores Saudáveis», suportado pelo catálogo de Soluções Baseadas na Natureza (NBS – Nature Based Solutions) que os parceiros transversais (universidades, instituições públicas, laboratórios e empresas) têm vindo a desenvolver nos últimos anos. Nesse catálogo incluem-se soluções tecnológicas de impacto ambiental, metodologias inovadoras de participação democrática e inclusão; e alternativas económicas por meio de soluções de economia social e solidária. 

Os «Corredores Saudáveis» serão construídos através de processos participativos nas cidades do Porto (Portugal), Nantes (França) e Sofia (Bulgária) e, mais tarde, replicados nas cidades de Bruxelas (Bélgica), Siena (Itália), Høje-Taastrup (Copenhaga, Dinamarca) e Nova Gorica (Eslovénia), em parceria com municípios e universidades locais. O consórcio é complementado com parceiros internacionais iranianos e chineses, bem como parceiros observadores do Brasil, Omã, Japão e China, o que garante a partilha alargada de boas práticas e a replicação das soluções projetadas noutros contextos. 

Em Portugal estarão envolvidas 5 instituições no projeto. O CES, como coordenador, a Câmara Municipal do Porto como cidade-líder na implementação de soluções baseadas na natureza, a Domussocial - Empresa de Habitação e Manutenção do Município do Porto, como empresa municipal responsável pelos bairros sociais do Porto, o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO-InBIO), como parceiro local do Porto, a Universidade de Coimbra (com o CEIS20 e o Departamento de Arquitectura) para o desenho dos corredores saudáveis e a Give U Design Art – GUDA, como dinamizador dos processos de participação pelo Design (Empresa que é gerida pelos Docentes do DELLI- Design Lusófona Lisboa – Américo Mateus e Sofia Martins). 

O projeto propõe novos modelos de desenvolvimento urbano por meio de inovações no espaço público, promove a coesão social através de living labs, constituídos nas cidades, e amplia os seus efeitos no âmbito de uma comunidade de práticas e de partilha transversal de conhecimento. Assume como modelo processos de experimentação e inovação de metodologias, de co-design e co-implementação, e de interação entre conhecimentos científicos e saberes que emergem das comunidades locais.

Esta TRANSVERSALIDADE dos processos do DESIGN, assim como a sua base de CO-CRIAÇÃO com todos os interessados orientado para o esforço de inovação é também o grande foco do nosso centro de investigação em Design do DELLI. Deste a sua criação em Setembro de 2017, temos desenvolvido um modelo próprio, de base científica, que chamamos DESIGN METASYSTEM. Trata-se de uma abordagem que integra diferentes subsistemas que existem em qualquer organização num processo único de ação para a inovação. Sempre centrados nas Pessoas e na sua capacidade de MUDAR, procuram-se soluções sistémicas entre a Liderança, os Processos, a Aprendizagem, a Mudança, a Materialização e a Tecnologia. 

Orientados para a investigação aplicada e através de métodos de Action Research, o nosso modelo DESIGN METASYSTEM tem estado a ser validade pela implementação em casos reais com diferentes sectores ou indústrias: Educação – Design for education Innovation; Turismo – Territorial Observatory & Living Labs; Indústria – Projetos reais com a Mendes & Gonçalves (molhos Palladin) e Delta Cafés.